Mostra Fotográfica “Um olhar em qualquer lugar…”

 

O Clube de Fotografia de Feira de Santana, tem a satisfação de convidar todos os amantes da fotografia, para a abertura da 1ª Mostra Individual do Fotógrafo Nicolau Almeida, com o tema “Um olhar em qualquer lugar…”.

A mostra estará aberta ao público a partir do  dia 21 de novembro de 2013, às 19 horas, na Av. Getúlio Vargas nº 2616 – Ed. R. A. Souza (ao lado do Inst. de Beleza Paixão).

Nas belíssimas imagens que farão parte da exposição, o autor busca transmitir seu olhar poético e atento às visões do cotidiano, por lugares por onde passa. A exposição ficará aberta ao público até o dia 01 de dezembro, com horário para visitação das 15 às 19 horas. Nicolau Almeida é industriário, fotógrafo e membro do Clube de Fotografia de Feira de Santana, onde participa periodicamente de projetos, exposições e concursos fotográficos.

.

.

 

Alunos da rede pública expõem fotos sobre o meio ambiente

.

Estará em cartaz no Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo até 22 de novembro, a exposição  “Fotografias de um Olhar Educando sobre o Meio Ambiente”, com material produzido por alunos de escolas públicas de Feira de Santana.

O trabalho é fruto do Projeto de Extensão da Universidade Estadual de Feira de Santana “Luz e Cores: cultura nas escolas e o cotidiano através das fotografias”, do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid/Biologia). As atividades foram coordenadas pelo estudante de Biologia da Uefs Davi Henrique Codes e pelo professor Marco Antonio Barzano, em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

São 60 fotografias produzidas com os mais variados equipamentos, “que demarcam a importância do fotografar para o aprendizado dos jovens e ensinam a promover a preservação da natureza”, revelou o professor Marco Barzano. Nas oficinas o principal objetivo foi refletir e debater o uso da fotografia como tecnologia do cotidiano, capaz de expressar e construir as mais variadas sensações.

O Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo está localizado na Rua Tupinambás, 275, bairro do São João, Feira de Santana, Bahia.

 

Resultado do 12º Concurso Feirense de Fotografia

 

Mais uma vez os associados do Clube de Fotografia Gerson Bullos são os grande campeões do 12º Concurso Feirense de Fotografia promovido pelo Sindicato dos Fotógrafos Profissionais de Feira de Santana – SINDFOFS. O resultado foi divulgado ontem 19 de agosto, Dia Mundial da Fotografia no blog do Sindicato no endereço http://sindfofs.blogspot.com.br. Conheça abaixo os vencedores do Prêmio Elydio Azevedo Lopes, com o tema “A Arquitetura de Minha Cidade”, nas categorias Profissional e Amador. A exposição acontece no Museu Parque do Saber de 19 a 31 de agosto de 2012.
Das 10 premiações previstas no concurso, os associados do Clube de Fotografia Gerson Bullos ganharam 04 na categoria profissional e 04 na categoria amador, totalizando 08 prêmios.
CATEGORIA PROFISSIONAL
1º Lugar: Antônio Vieira
2º Lugar: Antônio Vieira
4º Lugar: Angelo Pinto
5º Lugar: Lula Mascarenhas
.
CATEGORIA AMADOR
1º Lugar: Nicolau Almeida
3º Lugar: Nicolau Almeida
4º Lugar: Rafael Vieira
5º Lugar: Claudia Freire
Parabéns aos ganhadores!
As fotos são lindas. Clique no link abaixo e conheça as fotografias  vencedoras.
Clube de Fotografia Gerson Bullos
.

Cachoeira recebe exposição de Damário Dacruz

“A poesia não pede passagem” e faz suas rimas nas históricas ruas de Cachoeira, Recôncavo Baiano, de 5 a 22 de dezembro. A cada esquina, o verso se descortina a olhos nus, estampando postes, carrinhos de pipoca, barracas e bares com os escritos de Damário DaCruz.

Natural de Salvador, mas filho legítimo de Cachoeira, condecorado com o título de “Cidadão Cachoeirano” em 2005, Damário empresta seus poemas aos passantes e transeuntes, “poetizando” o dia a dia da cidade com uma exposição inédita. São mais de 30 poemas com temáticas ligadas ao tempo, à natureza, às relações humanas, ao amor… Enfim, à vida. E todos à disposição do público, em uma mostra a céu aberto.

 

A exposição é uma produção da Baluart, com curadoria de Graça Cruz. Em paralelo, acontecem ainda projeções de vídeo-poesia e curtas sobre poetas brasileiros, como Manuel de Barros e Fernando Sabino, nos dias 8, 9 e 10, no espaço Pouso da Palavra, fundado pelo próprio Damário. E, no dia 8, também tem show gratuito com o Samba da G.I.A, a partir das 22h.

 

Damário DaCruz – Jornalista, escritor, publicitário, fotógrafo e poeta, conquistou seu primeiro prêmio aos 16 anos, na Semana do Livro Baiano e, aos 23, o prêmio nacional Convívio de Poesia. Foi considerado o melhor poeta brasileiro universitário na década de 70 e suas obras estampam muros em diversos países da América Latina. Falecido em 2010, deixou de legado 500 poemas, mais de 30 posters-poemas e três livros
publicados; fruto de 40 anos dedicados a traduzir o mundo em rimas e versos.

Clube de Fotografia Gerson Bullos – Viagem Fotográfica a Rio de Contas

Um grupo formado pelos fotógrafos Antônio Vieira, J. Angelo Pinto, Claudia Freire, Marcio Medrado, Valcir Gobatto e seus familiares, realizou de 11 a 15 de novembro de 2011 uma viagem ao município de Rio de Contas – BA, com o objetivo de produzir um documentário fotográfico desta bela cidade da Chapada Diamantina.

Rio de Contas foi criada pela Provisão Régia de D. João V, datada de 02 de outubro de 1745 e afirmam alguns historiadores que ela foi a primeira cidade planejada do Brasil. O município preserva o traçado antigo, apresentando praças e ruas amplas, igrejas barrocas, monumentos públicos e religiosos em pedra e casarios em adobe. Rio de Contas está situado no Planalto da Serra das Almas, aproximadamente a 1.100 metros de altitude, na Chapada Diamantina Meridional, posição Centro-Oeste.

Atualmente a cidade de Rio de Contas é um importante polo de ecoturismo na Bahia e onde se experimenta a tranquilidade das pequenas e antigas cidades, com seus moradores sentados ao final das tardes em cadeiras nas calçadas, crianças brincando nas praças, encontro dos amigos nos dias de feira, tudo isto emoldurado por uma beleza arquitetônica muito bem preservada, lindas montanhas e uma natureza exuberante.

Os pontos mais altos do Estado da Bahia estão localizados em Rio de Contas. Pico Barbados, com 2.033 metros; Pico Itobira, com 1.970 metros; Pico Tromba, com 1.965 metros e Pico das Almas, com 1.958 metros de altitude. Uma região de flora muito rica, com suas lindas bromélias e orquídeas, lindas cachoeiras, muitos rios e um povo
amável e hospitaleiro.

Os fotógrafos associados ao Clube de Fotografia Gerson Bullos que participaram deste projeto, produziram um total de aproximadamente 7 mil imagens e planejam a publicação de uma revista denominada “Rio de Contas – O ponto alto da Bahia”, onde divulgarão belas fotos e um pouco da história local, no início do próximo

Exposições no Cuca iniciam as atividades do Aberto 2011

Duas exposições. Dois artistas. Trabalhos diferenciados. Márcio Medrado expõe  “Paisagem Imaginária”, trabalhos fotográficos, na Galeria de Arte Carlo Barbosa. Ligia Aguiar, artista multimídia, apresenta toda sua versatilidade no Museu Regional de Arte.  As duas mostras, com vernissage agendado para as 20h da próxima quinta-feira (15) marcam o início das atividades do Aberto do Cuca, que prosseguem dia 16, das 8 às 23h.

Marcio Medrado é feirense, médico de formação e há alguns anos dedicado à fotografia, sua grande paixão. Fez cursos no New York Fhotography (1996); Centro Universitário de Cultura e Arte, Feira de Santana (1999); Fotografia Preto e Branco, Casa da Fotografia, Salvador (2003). Também participou de mostras individuais e coletivas em Feira de Santana e Salvador.  Em 2010 passou a integrar o Clube de Fotografia Gerson Bullos, Feira de Santana.

Baiana de Salvador, Ligia Aguiar, apresenta obras que vão desde desenhos, pinturas, vídeoinstalações, painéis de azulejo, de tecido até gravura digital. Vale destacar seus trabalhos em técnica mista quase todos em preto e branco, com detalhes apurados de paisagens especiais em nanquim.

A exposição que ela apresenta no Museu da Uefs, “Ligia Aguiar Arte 4.0” revela uma artista versátil e em constante renovação. “A surpreendente fase atual da pintura de Lígia conta com a força do seu desenho, qualificando o realismo da figuração. A artista recorre ao forte impacto do preto e branco para desenvolver, com elementos da natureza, do cotidiano e da sua geometria particular, a originalidade da sua nova pintura”, afirma a crítica de arte Matilde Matos.

Desde que assumiu profissionalmente as artes plásticas, em 1978, Lígia Aguiar participou de exposições individuais e de mais de 90 coletivas, inclusive em outros estados e países. Na França, fez exposição individual na galeria Aquarela Bistrô Brasilien e no Musée de Art Naif de L’ille. Além disso, suas obras integram o acervo de museus e de coleções das capitais brasileiras e da Alemanha, Argentina, Espanha, França e Estados Unidos.

Assessoria Cuca/Uefs