Hora de sorrir

 

«Houve uma festa no céu e os bichos foram todos para lá; mas, quando a festa ia começar, sentiram a falta de uma orquestra. Fizeram então um sorteio para escolher o animal que deveria ir buscar a orquestra e a sorteada foi a preguiça. Passou um dia inteiro e nada da preguiça voltar. No segundo dia, já preocupados, imaginaram que ela não voltaria. No terceiro dia, indagavam: será que ela morreu? No quarto dia, todos já estavam desesperados com a demora. A preguiça apareceu então e falou : Vocês ficam falando tanto, que agora é que eu não vou mesmo!»

                                                                                  (Conto popular)

Pobre língua portuguesa

Rolando na rede

O desespero da professora

 A professora pergunta a um aluno:

- Wandercleison, diga aí um verbo.

 - Bicicreta.

- Não é bicicreta… É bicicleta! E bicicleta não é verbo.

 Depois, perguntou ao segundo aluno:

- Helvispresli, diga aí um verbo.

- Prástico.

- Não é prástico… É plástico! E plástico não é verbo.

 A professora, desesperada, perguntou ao terceiro aluno.

- Janedílson, diga aí um verbo.

 - Hospedar.

- Muito bem! Hospedar realmente é um verbo!

 Agora diga-me uma frase com o verbo que escolheu.

- Hospedar da bicicreta são de prástico!…

Professora

 

Medicina de Boteco

Caiu na rede!

Você vai ao bar e bebe uma cerveja.

Bebe a segunda cerveja. A terceira e assim por diante.

O seu estomago manda uma mensagem pro teu cérebro dizendo “Caracas véio… o cara tá bebendo muito liquido, tô cheião!!!” Teu estômago e teu cérebro não distinguem que tipo de liquido está sendo ingerido, ele sabe apenas que “é líquido”.

Quando o cérebro recebe essa mensagem ele diz: “Caracas, o cara tá maluco!!!” E manda a seguinte mensagem para os Rins: “Meu, filtra o máximo de sangue que tu puder, o cara aí tá maluco e tá bebendo muito líquido, vamo botar isso tudo pra fora!” e o RIM começa a fazer até hora-extra e filtra muito sangue e enche rápido.

Daí vem a primeira corrida ao banheiro. Se você notar, esse 1º xixi é com a cor normal, meio amarelado, porque além de água, vem as impurezas do sangue.

O RIM aliviou a vida do estômago, mas você continua bebendo e o estômago manda outra mensagem pro CÉREBRO: “Cara, ele não para, socorro!!!” e o CEREBRO manda outra mensagem pro RIM: “Véio, estica a baladeira, manda ver aí na filtragem!!!”

O RIM filtra feito um louco, só que agora, o que ele expulsa não é o álcool, ele manda pra bexiga apenas ÁGUA (o líquido precioso do corpo). Por isso que as mijadas seguintes são transparentes, porque é água. E quanto mais você continua bebendo, mais o organismo joga água pra fora e o teor de álcool no organismo aumenta e você fica mais “bunitim”.

Chega uma hora que você tá com o teor alcoólico tão alto que seu CÉREBRO desliga você. Essa é a hora em que você desmaia… dorme… capota… resumindo: essa é a hora que o teu não tem dono!

Ele faz isso porque pensa “Meu, o cara tá a fim de se matar, tá bebendo veneno pro corpo, vou apagar esse doido pra ver se assim ele para de beber e a gente tenta expulsar esse álcool do corpo dele”

Enquanto você está lá, apagado (sem dono), o CÉREBRO dá a seguinte ordem pro sangue: “Bicho, apaguei o cara, agora a gente tem que tirar esse veneno do corpo dele. O plano é o seguinte, como a gente está com o nível de água muito baixo, passa em todos os órgãos e tira a água deles e assim a gente consegue jogar esse veneno fora”.

O SANGUE é como se fosse o Boy do corpo. E como um bom Boy, ele obedece as ordens direitinho e por isso começa a retirar água de todos os órgãos. Como o CEREBRO é constituído de 75% de água, ele é o que mais sofre com essa “ordem” e daí vêm as terríveis dores de cabeça da ressaca.

Então, sei que na hora a gente nem pensa nisso, mas quando forem beber, bebam de meia em meia hora um copo d’água, porque na medida que você mija, a água é reposta no organismo.

Texto retirado de: “O bar do Zé”

 

Sabia que…

… tomar agua na hora correta maximiza os cuidados no corpo humano:

2 copos de agua depois de acordar ajuda a ativar os órgãos internos.

1 copo de agua 30 minutos antes de comer ajuda na digestão.

1 copo de agua antes de tomar banho ajuda a baixar a pressão sanguínea.

1 copo de agua antes de ir  dormir evita ataques do coração.

 

Sabedoria de monge

Caiu na rede!

Monge:  O que deseja?

Mulher:   Senhor, eu não sei o que fazer. Toda vez que meu marido chega em casa “bêbado”, ele me enche de pancada …

Monge:  Eu tenho um ótimo remédio pra isso. Assim que o seu marido chegar em casa embriagado, basta pegar um copo de chá de erva cidreira e começar a bochechar com o chá. Apenas faça bochecho e gargareje continuamente …  e nada mais.

Duas semanas depois, ela retorna ao monge e parecia ter nascido de novo.

Mulher:  Senhor, seu conselho foi brilhante! Toda vez que meu marido chegou em casa “bêbado”, eu gargarejei, fiz bochecho com o chá e meu marido desmaiou na cama sem me bater”!

Monge:  Tá vendo como ficar de boca fechada resolve?

 

 

Você se sente jovem?

Trinta anos depois

Já aconteceu com você, ao olhar para pessoas – amigos ou antigos colegas de colégio –  que têm aproximadamente a sua idade, de pensar assim?:

 - Nossa! Como fulano(a) está velho(a)!

Leia o que conta uma amiga:

“Estava sentada na sala de espera para a minha primeira consulta com um novo dentista, quando observei que o seu diploma estava dependurado na parede; estava escrito o seu nome e, de repente, recordei de um moreno alto que tinha esse mesmo nome. Era da minha classe do colegial, uns 30 anos atrás, e eu me perguntava: poderia ser o mesmo rapaz por quem eu tinha me apaixonado à época?

Quando entrei na sala de atendimento, imediatamente afastei esse pensamento do meu espírito. Aquele homem grisalho, calvo, gordo, profundamente enrugado, era demasiadamente velho e desgastado pra ter sido o meu amor secreto.

Depois que ele examinou os meus dentes, perguntei se ele havia estudado no Colégio Sacré Coeur.

- Sim, respondeu-me.

- Quando se formou? Perguntei.

- Em 1965. Por que essa pergunta?

 - É que, bem… você era da minha classe, eu exclamei.

E então aquele velho horrível, cretino, careca, barrigudo, flácido, caquético, me perguntou:

- A senhora era professora de quê?

A indignação que senti, não me deixou responder!”

 Observação: recebi por e-mail.

Armadilhas da língua portuguesa

A mala?

O marido, ao chegar em casa, no final da noite, diz à mulher que já estava deitada :

- Querida, eu quero amá-la!!!!

A mulher, que estava dormindo, com a voz embolada, responde:

- A mala… ah não sei onde está, não!?: Use a mochila que está no maleiro do quarto de visitas.

- Não é isso querida, hoje vou amar-te.

- Por mim, você pode ir até Júpiter, Saturno e até à me#%$da, desde que me deixe dormir em paz…