Som Brasil Nordeste

O programa “Som Brasil” da última sexta-feira, dia 27 de abril de 2012, fez uma homenagem ao Nordeste e à geração de compositores e cantores da geração 70, entre eles, Fagner, Belchior, Geraldo Azevedo, Alceu Valença, Elba Ramalho, entre outros; sem esquecer que as interpretações dos novos cantores são excepcionais. Trata-se de uma joia rara  que, infelizmente, só foi apresentado depois da 2h da madrugada.  Se não viu, aproveite e veja agora.

Consegui o vídeo completo e asseguro que vale a pena ver.

 

Histórias hilárias do cotidiano de um suporte técnico de informática

 

Caiu na rede!

Dizem que esta é uma historia verídica e que a mesma aconteceu em uma famosa empresa de São Paulo. Não precisaria dizer que a pessoa que trabalhava no suporte foi demitida, mas ela está movendo um processo contra a organização que a demitiu por justa causa. Segue o diálogo entre o ex-funcionário e o cliente da empresa:

Veja o que aconteceu em um desses “Suportes Técnicos de Informática”.

- Help desk assistência, posso ajudar?

- Sim, bem…. estou tendo problema com o Word.

- Que tipo de problema?

- Bem, eu estava digitando e, de repente, todas as palavras sumiram.

- Sumiram?

- Elas desapareceram. Nada.

- Nada?

- Está preta. Não aceita nada que eu digite.

- Você ainda está no Word ou já saiu?

- Como posso saber?

- Você vê o Prompt C na tela?

- O que é esse ‘promete-se’?

- Esquece. Você consegue mover o cursor pela tela?

- Não há cursor algum. Eu te disse, ele não aceita nada que eu digite.

- Seu monitor tem um indicador de força?

- O que é monitor?

- É essa tela que parece com uma TV. Ele tem uma luzinha que diz quando está ligado?

- Não sei.

- Bom, olhe atrás do monitor, então veja aonde está ligado o cabo de força. Você consegue fazer isso?

- Acho que sim.

- Ótimo. Siga e veja onde vai o cabo e me diga se ele está na tomada.

- Tá sim.

- Atrás do monitor, você reparou que existem dois cabos?

- Não.

- Bom, eles estão aí. Preciso que você olhe e ache o outro cabo.

- Ok, achei..

- Siga-o e veja se ele está bem conectado na parte traseira do computador.

- Não alcanço!

- Hum. Você consegue ver se está?

- Não.

- Mesmo se você ajoelhar ou se debruçar sobre ele?

- Ah, não, tá muito escuro aqui!

- Escuro?

- Sim, a luz do escritório tá desligada, e a única luz que eu tenho vem da janela, lá do outro lado.

- Bom, acenda a luz então!

- Não posso.

- Por que não?

- Porque estamos sem energia.

- Estão sem energia???! Ah! ok, descobrimos o problema agora! Você ainda tem a caixa de papelão e os manuais que vieram com o seu micro?

- Sim, estão no armário.

- Bom! Então, você desconecta o seu sistema, pega tudo, empacota e leva de volta para a loja.

- Sério?? O problema é tão grave assim?

- Sim, temo que seja.

- Bom, então tá. E o que eu digo na loja?

- Diga que você é BURRO demais pra ter um computador!!!

 

Ariano Suassuna em Feira de Santana

O escritor e dramaturgo Ariano Suassuna estará em Feira de Santana, no dia 06 de maio, para participar da abertura da Celebração das Culturas do Sertão, no Centro de Cultura Amélio Amorim.  O evento, promovido pela Secretaria de Cultura da Bahia (Secult), tem como objetivo promover e difundir as culturas dos sertões em suas diferentes manifestações e linguagens.

Ariano Suassuna foi o idealizador do Movimento Armorial, que tem como objetivo criar uma arte erudita a partir de elementos da cultura popular do Nordeste Brasileiro. Tal movimento envolve as diversas formas de expressões artísticas, como música, dança, literatura, artes plásticas, teatro, cinema e arquitetura, entre outras

Sua vasta obra tem entre os títulos A História de amor de Fernando e Isaura, (1956);  O Romance d’A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta, (1971).

 

SESC – Dia do Trabalho

No dia 1º de maio o mundo inteiro presta uma homenagem a todos os trabalhadores, e com o intuito de prestigiá-los por esta data tão especial o SESC promove uma grande festa rendendo nossas homenagens aos nossos principais clientes, trabalhadores do comércio e prestadores de serviços, em uma programação recheada de alegria com atividades voltadas para o lazer, a cultura, o esporte, a saúde e a educação, baseada no tema Bem Estar do Trabalhador.

Data: 1º de maio de 2012

Horário: 9:00h às 17:00h

PROGRAMAÇÃO:

-          Brinquedos infláveis;

-          Apresentações de Danças: Afro, Street dance, do Ventre e Hip Hop;

-          Campanhas e oficinas educativas sobre o Tema: Bem Estar do Trabalhador;

-          Tenda da saúde com exposições monitoradas sobre DST’s/Aids; Combate a Endemias; Pirâmide Tridimensional de Alimentos; CEREST, Terapias ocupacionais e Rede Recostura, Teste de Glicemia e aferição de pressão.

-          Torneios Esportivos (Futebol Society, Dama; Tênis de Mesa; Dominó).

-          Animação Infantil com Poly Show

-          O samba de raiz de Maryzélia e Os Coisinhos

E o Arrocha de Diego Costa

Apoio: Polícia Militar, Sec. Mun.de Saúde, Rede Recostura, CEREST, Prime Treinamentos de Excelência e Centro Médico dos Remédios.

 

Projeto Lua Cheia

 

 

O Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), promove, em 3 de maio, mais uma edição do Projeto Lua Cheia. O tema do mês é Videoarte – Entre o percurso e a arquitetura. As atividades, com entrada franca, serão desenvolvidas a partir das 19h no Cuca.

Nesta edição, o Projeto Lua Cheia tem a curadoria do artista visual Victor Venas. Serão apresentados seis vídeos de autoria dos artistas Aida Vitória, Andres Murillo, Drica Rocha, Grupo Elétrico, Melquiades Araújo e Willyams Martins. As obras visam estabelecer contrastes e analogias entre a linguagem videográfica efêmera e os elementos arquitetônicos e decorativos do Cuca.

O Projeto Lua Cheia é realizado desde 2008. Uma vez por mês, durante o período de lua cheia, é realizado um evento artístico relacionado às atividades desenvolvidas no Cuca, conforme explica a diretora Celismara Gomes.

Outras informações através do telefone (75) 3221-9766 ou no Cuca, localizado na rua Conselheiro Franco, 66, Centro, Feira de Santana.

Audioteca Sal & Luz

A Audioteca Sal e Luz é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, que produz e empresta livros falados (audiolivros).São livros destinados a cegos e deficientes visuais (inclusive aqueles com dificuldade de visão devido à idade avançada), e  de forma totalmente gratuita. Seu acervo conta com mais de 2.700 títulos que vão desde literatura em geral, passando por textos religiosos até textos e provas corrigidas voltadas para concursos públicos em geral.

São emprestados sob a forma de fita K7, CD ou MP3. Se você conhece algum cego ou deficiente visual, fale do nosso trabalho, DIVULGUE!!! Para ter acesso ao nosso acervo, basta se associar na nossa sede, que fica situada à Rua Primeiro de Março, 125 – Centro. RJ.

Não é preciso ser morador do Rio de Janeiro para ter acesso ao serviço. Face à dificuldade de locomoção dos deficientes na nossa cidade, eles podem solicitar o livro pelo telefone, escolhendo o título pelo site, e o mesmo será enviado gratuitamente pelos Correios.

A maior preocupação da Audioteca reside no fato de, apesar de contar com ajuda financeira de organismos públicos, é preciso apresentar resultados e atingir um número significativo de associados, senão ele irá se extinguir e os deficientes não poderão desfrutar da magia da leitura.

Só quem tem o prazer da leitura, sabe dizer que é impossível imaginar o mundo sem os livros. Audioteca Sal e Luz – Rua Primeiro de Março, 125- 7º Andar. Centro – RJ. CEP 20010-000

Fone: (21) 2233-8007 – begin_of_the_skype_highlighting: (21) 2233-8007-end_of_the_skype_highlighting

Horário de atendimento: 08:00 às 16:00 horas – http://audioteca.org.br/noticias.htm

Poesia

 

TOADA

 Antonio Brasileiro

Pertencemos ao Universo,

mas o Universo é inventado.

Vamos saindo de lado,

porque o mundo é invertido.

Mas o mundo é divertido

e nós somos o inverso:

sérios, casmurros, contidos

como um bicho de seis lados –

quatro lados embutidos,

os outros dois atolados.

Entro na perna do pinto,

saio na perna do pato.

Quem quiser, me conte cinco.

Saturação!

Unimultiplicidade

                        Ana Carolina / Tom Zé

Neste Brasil corrupção
pontapé bundão puto saco de mau cheiro
do Acre ao Rio de Janeiro

Neste país de manda-chuvas
cheio de mãos e luvas
tem sempre alguém se dando bem
de São Paulo a Belém

Pego meu violão de guerra
pra responder essa sujeira
E como começo de caminho
quero a unimultiplicidade
onde cada homem é sozinho
a casa da humanidade

Não tenho nada na cabeça
a não ser o céu
não tenho nada por sapato
a não ser o passo

Neste país de pouca renda
senhoras costurando
pela injustiça vão rezando
da Bahia ao Espírito Santo

Brasília tem suas estradas
mas eu navego é noutras águas
E como começo de caminho
quero a unimultiplicidade
onde cada homem é sozinho
a casa da humanidade

 

Mirantes – Vencedor do prêmio Braskem

 

Será lançado nesta sexta-feira, 13 de abril, a partir das 20h, no Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira, o livro “Mirantes” de autoria do professor de Teoria da Literatura da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Roberval Alves Pereira, vencedor do Prêmio Braskem Academia de Letras da Bahia – Poesia 2011. O livro reúne 80 poemas escritos nos últimos cinco anos que, de acordo com o crítico e poeta Alexei Bueno, apresentam “uma notável riqueza psicológica”.

Roberval Pereyr, como o professor assina desde 1970, fez o lançamento oficial do livro em 22 de março, na sede da Academia de Letras, no bairro de Nazaré, em Salvador, marcando a reabertura dos trabalhos acadêmicos do ano de 2012.

A premiação do Braskem contemplou a publicação do livro “Mirantes” pela Editora 7 Letras, com circulação nacional. Pereyr já tem 11 livros publicados, dez de poesia e um de ensaio. “Fico feliz com a premiação. É um fruto de um trabalho que desenvolvo com prazer: transformar a palavra em poesia”, salienta o poeta.

Durante o lançamento, haverá apresentação musical com Tito Pereira, Camila Gonçalves e Luca Pereira.

O Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira está localizado na rua Rua Geminiano Costa, 255, Centro, Feira de Santana, BA.

Ascom/Uefs

 

Autonomia universitária é tema da aula inaugural da Uefs

A abertura oficial do semestre letivo 2012.1 da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) será realizada no próximo dia 11 de abril (quarta-feira), com Aula Inaugural a ser proferida pelo professor doutor Francisco Miraglia Neto da Universidade de São Paulo (USP), com o tema “Autonomia Universitária na Contemporaneidade: dilemas e desafios”. O evento está programado para as 8h30, no Auditório Central, localizado no campus universitário.

Francisco Miraglia Neto possui graduaçãoem Engenharia Elétrica Eletrônicapela Universidade de São Paulo (1968), mestrado em Matemática pela Universidade de São Paulo (1971), doutorado em Matemática pela Yale University (1979) e pós-doutorado pela University of Oxford (1992). Atualmente é professor Titular do Departamento de Matemática da Universidade de São Paulo.

Ascom/Uefs

4/4/12

Palestra debate importância da obra da historiadora Katia Mattoso

Na próxima terça-feira, dia 10, às 17h, no Auditório Katia Mattoso da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, acontece o projeto Memórias Históricas da Bahia: Conferência em homenagem a historiadora e pesquisadora Katia Mattoso. A conferência será realizada pelo pesquisador Denis Crouzet, professor da Universidade Sorbonne, (França – Paris) que abordará o tema “O imaginário na história”.

A palestra tem como pretensão estimular o intercâmbio acadêmico entre estudantes e pesquisadores nacionais e internacionais. O evento é promovido pela Fundação Pedro Calmon e o Programa de Pós Graduação em História da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Kátia Mattoso – A historiadora contribuiu na formação de dezenas de jovens pesquisadores, alguns dos quais atualmente são professores de renome nacional e internacional. Além disso, seus trabalhos resultaram na criação de uma cadeira de história do Brasil na renomada  Universidade de Paris IV – Sorbonne. A historiadora Katia Mattoso faleceu no dia 11 de janeiro de 2011. No dia 8 de abril, ela completaria 80 anos.

 

SERVIÇO:

O QUÊ – Palestra de Denis Crouzet – “O imaginário na história”

QUANDO – Terça-feira, dia 10 de abril, às 17h

Onde – Auditório Katia Mattoso, da Biblioteca Pública do Estado da Bahia

 

Assessoria de Comunicação

Fundação Pedro Calmon| Secult.BA

Tels: (71) 3116-6918 / 6919

www.fpc.ba.gov.br