Cuca divulga a 2ª chamada para as oficinas de artes

.

O Centro Universitário de Cultura e Arte divulgou a segunda chamada dos sorteados para as oficinas de artes, dança, teatro e música.  A relação está disponível no site www.uefs.br/cuca . A matrícula, presencial, deve ser confirmada até esta sexta-feira (21), no horário das 8 às 12h e das 14 às 17h30, no Cuca.

No ato da matrícula devem ser apresentados original de comprovante de residência e de documento de identificação com foto ou certidão de nascimento. Também devem ser apresentados original e cópia do comprovante de depósito da taxa de matrícula. O valor da taxa, única para o semestre, é de R$ 80.

Quem não se inscrever no prazo estabelecido perde a vaga e uma nova lista será divulgada.

O Cuca, entidade vinculada à Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), funciona na rua Conselheiro Franco, nº 66, Centro. Mais informações através dos telefones (75) 3221-9766 ou 3221-9744.

 

Exposição coletiva 30 x 30

 

A Guache

Guache Marques

Galeria de Arte Carlo Barbosa CUCA/UEFS 

 A Galeria de Arte Carlo Barbosa do CUCA/UEFS e a Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, convidam para a mostra coletiva 30×30 (Pequenos Formatos), com abertura no dia 20 de março, quinta, às 19 h, reunindo 30 artistas visuais de Feira de Santana e Salvador. Cada artista apresentará uma obra medindo 30×30 cm.

Com a curadoria de Justino Marinho, Lígia Aguiar, Selma Oliveira e Cristiano Cardoso, a mostra abre a programação cultural de 2014, do Centro Universitário de Cultura e Arte. Reúne 30 artistas visuais, com trajetórias e estilos diferentes, de várias gerações, com nomes já consolidados e novos valores. A diversidade de técnicas e de linguagens segue a linha da arte contemporânea e suas múltiplas formas de expressão.

Ao agrupar nomes representativos de várias épocas, revelou-se uma visualidade harmônica, destacada pelas proposições e questões inseridas em cada obra.

São trabalhos nas mais diversas linguagens, como desenhos, fotos, pinturas e performance, dos artistas: Adenor Gondim, André Luiz, Andrea May, Arthur Scovino, Aruane Garzedin, Beth Sousa, Elisa Galeffi,Gabriel Guerra, Guache Marques, José Araripe Jr., Justino Marinho, Lígia Aguiar, , Rebeca Matta, Sara Victoria, Silvério Guedes, Ade Ribeiro, Antonio Brasileiro, Gabriel Ferreira, Gemicrê, George Lima, J. Sobrinho, Jorge Galeano, José Arcanjo, Luiz Gomes, Maristela Ribeiro, Nailson Chaves, Nanja, Rosalice Azevedo, Silvio Portugal e Wania Garcia.

AJustino Marinho

Justino Marinho

Segundo Justino Marinho, reunir artistas que produzem linguagens técnicas diferentes é interessante por dar uma dinâmica mais abrangente ao evento e a possibilidade de oferecer ao público um leque de opções, dentro do que se faz na arte da nossa terra.  Estipulamos um formato determinado para as obras bidimensionais, a fim de melhor aproveitar o espaço disponível e tornar possível a aquisição de obras assinadas por nomes reconhecidos.

Durante a abertura, o artista visual Arthur Scovino realizará a performance Um Minuto Apenas, em que ele filosofa: “quanto pesa a nossa dor na balança da Justiça? Quantas penas serão necessárias para cobrir o preconceito e a intolerância?” A performance acontece entre notas de um samba-canção da década de 50 e a possibilidade de ser folha nova nadando contra a correnteza, acredita o artista.

ARebeca Matta

Rebeca Matta

Exposição coletiva: 30X30 (Pequenos formatos)

Local: Galeria Carlo Barbosa CUCA/UEFS

Dia: 20 de março de 2014

Horário abertura: 19h

Visitação: De 20.03.2014 a 20.04.2014

Segunda a sexta-feira das 8h às12h e das 14h às 18h

Entrada Franca

Uefs abre inscrições para o 7º Festival de Sanfoneiros

As inscrições para o 7º Festival de Sanfoneiros já estão abertas. O evento organizado pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), através do Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), valoriza e incentiva a cultura nordestina premiando sanfoneiros de todo o país. Os candidatos vão disputar nas categorias até oito baixos e acima de oito baixos.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas de forma presencial até 23 de abril, de segunda a sexta-feira, das 8 às 11h30 e de 14 às 17h30, na direção do Cuca. Outra opção para os artistas interessados em participar do festival é fazer a inscrição via correios. O prazo de postagem é até 10 de abril. A relação final dos candidatos inscritos será divulgada no dia 29 de abril no portal da Uefs (www.uefs.br) e no site do Cuca (www.uefs.br/cuca).

O Festival será disputado em duas etapas. No ato da inscrição, o artistas deve entregar uma mídia com duas músicas, inéditas ou não. Depois, os selecionados participarão da final.

A grande final acontece no dia 22 de maio no Auditório Central da Uefs com entrada franca. O público também participa da premiação escolhendo através do voto popular o melhor sanfoneiro de cada categoria. Informações sobre documentação necessária, critérios de avaliação e valores dos prêmios podem ser consultadas no edital.

O Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca) funciona na rua Conselheiro Franco, nº 66, Centro, Feira de Santana. Mais informações através dos telefones (75) 3221-9744 ou 3221-9766 ou da página do Cuca na internet.

Para entrar no link do edital clique aqui.

 

 

 

Mudança na direção do Cuca

 

selma_soares_e_celismara_gomes_foto_ailton_pitombo                Selma Soares e Celismara Gomes – Foto: Ailton Pitombo

Foi empossada na manhã desta segunda-feira (13) a nova diretora do Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca) da Universidade Estadual de Feira de Santana. Selma Soares de Oliveira, professora do Departamento de Letras e Artes (DLA) e também museóloga da Uefs, já esteve à frente do Cuca no período de 2007 a 2010.

Na solenidade, realizada na Reitoria, a nova diretora afirmou que dará continuidade ao que classificou de excelente trabalho já desenvolvido pela equipe do Cuca. “Fui estimulada a retornar pelo projeto político cultural da Uefs e também pela equipe que sei que poderei contar. Como diferencial, pretendo estreitar os laços entre o Cuca e a Secretaria de Cultura de Feira de Santana. O principal objetivo é aumentar o número de eventos culturais abertos à comunidade”, destacou.

Presente no evento, o reitor da Uefs, José Carlos Barreto, agradeceu a colaboração da antiga gestora, Celismara Gomes, e desejou sucesso a Selma Soares. Também participaram da solenidade, o secretário municipal de Cultura, Jailton Batista, funcionários do Cuca e artistas feirenses.

Júlia do Monte – Ascom/Uefs

 

 

Hoje no Cuca mais um Tributo a Luiz Gonzaga

tributo_a_luiz_gonzaga_2013

 O Teatro de Arena do Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca) será palco, nesta sexta-feira (13), de mais um Tributo a Luiz Gonzaga, aberto ao público. A partir das 19h, o público poderá conferir o espetáculo “Amor em Luiz”, com a Cia Conto em Cena, uma mostra do Balé do Cuca/Alegro. O espetáculo “Emoções” fechará a noite com o som da sanfona de Baio do Acordeon, Luizinho e Neném do Acordeon.

O Tributo a Luiz Gonzaga é uma homenagem que o Cuca presta a uma das mais completas, criativas e emblemáticas figuras da cultura nordestina, conforme salienta a diretora Celismara Gomes. “Genial instrumentista, Luiz Gonzaga ganhou notoriedade na música popular brasileira com canções antológicas”, disse.

Nascido em 13 de dezembro, Gonzagão, como era chamado, cantou e tocou sua sanfona, levando a alegria do forró e dos festejos juninos para o Brasil. Popularizou o baião, o xote e o xaxado pelo país afora, fazendo com que as pessoas se sensibilizassem com a pobreza, as tristezas, as injustiças e também as belezas de sua árida terra, o sertão nordestino.

O Cuca, entidade de ações de extensão da Universidade Estadual de Feira de Santana, está localizado na rua Conselheiro Franco, 66, Centro. Contato através do telefone (75) 3221-9766.

 

Encerramento das oficias de dança de salão com show dançante de Dilma Ferreira

Cartaz Dilma Ferreira - 2013 JPEG

O Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA) promove Show Dançante, nesta quarta-feira, dia 04 de dezembro, com apresentação da cantora Dilma Ferreira e convidados. O show de encerramento das oficinas de dança de salão foi idealizado com o intuito de integrar os diversos grupos frequentadores de espaços dançantes de Feira de Santana, além de todo o público que aprecia o estilo. O evento objetiva promover noite festiva para convidados, amigos e familiares, além da valorização da cultura local.

A cantora, dividirá o palco com profissionais do mais alto gabarito que levarão ao espaço do CUCA uma noite diferente, com clima de romance e nostalgia, a partir da grande variedade de gêneros musicais que será apresentado.

.

Cuca – Furdunço de Jackson do Pandeiro com Paulo Costa

 

Cartaz - Furdunço no Cuca

O projeto Lua Cheia realizado pelo Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), apresenta ao público, nesta quinta-feira (21 de novembro), uma das mais significativas ações culturais de Feira de Santana em 2013: SamBaião – No Furdunço de Jackson do Pandeiro, idealizado pelo músico e ativista cultural feirense Paulo Costa.

A genialidade e a irreverência do grande cantor e compositor paraibano Jackson do Pandeiro serão destacadas em mais um show cheio de ritmo e balanço.

O espetáculo está previsto para começar às 20 horas, no Cuca, com entrada franca. E ao lado de Paulo Costa estarão os percussionistas Tonico Freitas, no zabumba, Rangel Oliveira, no pandeiro, e Anderson Silva, no contrabaixo.

 .

 

Um quilo de alimento vale ingresso na Semana do Teatro do Cuca

 

Uma semana repleta de espetáculos teatrais protagonizados por alunos das Oficinas de Teatro do Cuca (Toca). Desta segunda-feira (18) até sábado (23), o Centro Universitário de Cultura e Arte realiza a Semana do Teatro (Setoca), com 18 espetáculos em mais de 25 apresentações.

São peças teatrais com temas e técnicas diversas. As oficinas permitem que o público tenha a oportunidade de prestigiar a vasta programação e participar da Campanha de Doação de Alimentos através da troca de ingresso por um quilo de alimento não perecível.

Todos os dias, a partir das 18h30min, a cada meia hora, estará em cena o encantamento, a diversão, o estímulo à reflexão. “Conhecer, vivenciar e praticar o fazer teatral despertou em muitos dos nossos alunos a vontade de se tornar profissional. Hoje, alguns deles já são professores das Oficinas de Teatro do Cuca, além de atores e diretores de sucesso em nosso cenário teatral” afirma Jacy Queiroz, coordenadora das Oficinas de Teatro do Cuca.

Confira a programação completa no site www.uefs.br

 

Projeto Sonora Brasil – 4a etapa 2013

Samba de Cacete da Vacaria – PA.

 

O Projeto Sonora Brasil – Formação de Ouvintes Musicais traz a público feirense a possibilidade do contato coma música brasileira mais pura, que valoriza a qualidade das composições e de seus intérpretes, permitindo o desenvolvimento de novos hábitos de apreciação musical.

O tema deste circuito, Tambores e Batuques, apresenta manifestações de tradição oral presentes em comunidades quilombolas que tem o tambor como elemento fundamental e, em alguns casos, sagrado. Encerrando o projeto neste ano de 2013, teremos a apresentação do grupo paraense Samba de Cacete da Vacaria. O grupo é formado por pessoas que mantém relações familiares e de vizinhança, e que participam regularmente de atividades sociais onde se pratica o samba de cacete. Seus integrantes, em sua maioria, são moradores da zona rural da cidade de Cametá e vivem da produção agrícola.

Uma das situações sociais mais recorrentes relacionadas ao samba é “o convidado”. Trata-se de um movimento de solidariedade e união de forças quando uma pessoa da comunidade vai preparar o terreno para o plantio e todos se juntam para ajudar. Da limpeza do terreno ao plantio, o samba de cacete é tocado no intuito de animar o grupo para que o trabalho seja feito com eficiência e rapidez.

O grupo é formado por tamboureiros e cantadeiras/sambadeiras e seus cânticos são acompanhados por dois tambouros e mais um percussionista que toca os cacetes. Tem a liderança do Mestre Benedito Moía.

 

Data: 09/11/13 (sábado) – Concerto Samba de Cacete da Vacaria – PA

Local: CUCA – Centro Universitário de Cultura e Arte

Horário: 19h30

Classificação: livre

Apoio: CUCA/UEFS

Inteira: R$10,00 / Meia: R$5,00 (extensiva a comerciários (carteira do SESC), Estudantes (carteira de estudante), Classe Artística, e Servidores do Sistema Fecomércio – Bahia (crachá funcional).

.

Rita Olivieri-Godet lança livro e recebe comenda em Feira de Santana

 

ALivro 1

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) convida a comunidade para o lançamento da obra “A alteridade ameríndia na Ficção Contemporânea das Américas: Brasil, Argentina & Quebec” (Belo Horizonte: FinoTraço, 2013), da professora doutora Rita Olivieri-Godet. A solenidade será quinta-feira (29), às 20h, na Galeria Carlo Barbosa, Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), localizado na rua Conselheiro Franco, 66, Centro, Feira de Santana.

No mesmo dia, Rita Olivieri-Godet será condecorada com a Comenda Maria Quitéria, concedida pela Câmara Municipal de Feira de Santana, em solenidade que começa às 18h30 na Câmara.

A obra, conforme explica Rita Olivieri-Godet, proporciona discussão sobre a questão da autonomia dos povos ameríndios e as modalidades de um projeto inclusivo no que diz respeito à construção da cidadania no interior dos estados nacionais. Busca-se, ainda, uma reflexão sobre o significado da “americanidade” no âmbito do cosmopolitismo pós-moderno.

Esta obra de Rita Olivieri-Godet, conforme relata a própria autora, contribui para deslocar o imaginário que reserva aos povos indígenas o lugar marginalizado de “estrangeiros de dentro”, de “relíquias de um passado” a ser preservado, “impulsionando, ao modo delas, a reconfiguração da sensibilidade contemporânea”.

Rita Olivieri-Godet é professora titular de Literatura Brasileira e diretora do Departamento de Português na Universidade de Rennes na França. Especializou-se nas relações entre literatura e identidade, tomando como corpus privilegiado a produção literária brasileira dos séculos XX e XXI. Escreveu, entre outros, um estudo monográfico sobre a obra do autor baiano João Ubaldo Ribeiro, intitulado Construções identitárias na obra de João Ubaldo Ribeiro (São Paulo: Hucitec; Rio de Janeiro: ABL; Feira de Santana: UEFS Editora, 2009).

Foi professora titular de Teoria da Literatura na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Publicou vários artigos em revistas nacionais e estrangeiras e livros sobre literatura e cultura brasileiras no Brasil e na França.

“A alteridade ameríndia” integra a Coleção Litteris da Fino Traço Editora. O lançamento conta com apoio cultural do Cuca e da Secretaria Municipal de Cultura.

Ascom/Uefs

.

 

Cuca inscreve até sexta-feira para 14ª Caminhada do Folclore

 

Angelo Pinto

 Foto divulgação: Cuca

Prosseguem até sexta-feira (9) as inscrições para a 14ª Caminhada do Folclore, evento promovido pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), através do Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca). Os grupos interessados em participar devem se dirigir ao Cuca, localizado na rua Conselheiro Franco, 66, Centro, em Feira de Santana. Contato pode ser mantido pelos telefones (75) 3221-9766 e 3161-3014.

Este ano, a Caminhada do Folclore será realizada no dia 18 de agosto (domingo). A saída será às 8h do Centro de Cultura Amélio Amorim, no bairro Capuchinhos, com destino à avenida Getúlio Vargas pela rua Frei Aurelino de Grotramari. Depois, os grupos fazem trajeto de aproximadamente 2,5 quilômetros até o Espaço Cultural Marcus Moraes, já no centro da cidade.

A Caminhada do Folclore foi idealizada com o propósito de preservar, valorizar e divulgar as manifestações culturais do povo nordestino, a chamada cultura de raiz. É realizada no mês dedicado ao folclore, celebrado oficialmente em 22 de agosto (Dia do Folclore).

A proposta é de um desfile de grupos folclóricos que mostrem diferentes aspectos dos traços culturais de Feira de Santana e de outros municípios da Bahia. Dentre outras manifestações, eles apresentarão puxada de rede, quadrilha, capoeira regional e de angola, literatura de cordel, bumba meu boi, samba de roda, afoxé, reisado, samba e caretas.

Ao longo dos anos, observa a diretora do Cuca, Celismara Gomes, a Caminhada do Folclore “vem passando por um processo de crescimento e revitalização, trazendo para as ruas os grupos realmente comprometidos com a cultura de raiz”. O evento tem atraído a atenção de pesquisadores brasileiros e de outros países que aproveitam a oportunidade para entrevistas e registros fotográficos.

Ascom/Uefs

Exposição – “100 x 100 Caribé ilustra Jorge Amado”

AmadoCarybe 100X100_MailMKT_FeiradeSantana_5

Com entrada franca projeto visa a difundir a arte conjunta dos artistas, conhecidos por obras inesquecíveis e singular atuação nas áreas de literatura e artes plásticas

Feira de Santana será a segunda cidade a receber entre os dias 1º de agosto e 1º de setembro, no Centro Universitário de Cultura e Arte da Universidade Estadual de Feira de Santana, a exposição “100×100 Carybé Ilustra Jorge Amado”, que tem como objetivo promover uma reflexão sobre a importância da relação entre Carybé e Jorge Amado, e tornar este legado mais acessível à população.

A exposição tem a curadoria de Solange Bernabó, filha de Carybé, que no dia 1ºde agosto, às 19h, na Galeria Carlos Barbosa (CUCA), fará uma palestra sobre “Carybé e Jorge, uma amizade centenária”.

Com o projeto expográfico assinado pelo arquiteto Daniel Colina, a exposição mostra imagens das capas e ilustrações de livros como O Sumiço da Santa, Jubiabá, A Morte e A Morte de Quincas Berro D’água, O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá, além de trechos dos textos, cartazes, croquis de cenários e figurinos para os balés Gabriela e Quincas, e também fotos que revelam diferentes momentos da amizade entre Jorge e Carybé.

“100×100 Carybé Ilustra Jorge Amado” é uma realização do Instituto Carybé, em parceria com a Hasta la Luna Iniciativas Culturais, apoio da Fundação Casa de Jorge Amado e patrocínio do Grupo LM, através da Lei Rouanet.

Segundo o representante do Grupo LM, o gerente da Concessionária Bravo Caminhões e Ônibus de Feira de Santana, João Márcio Pinheiro, é uma honra para o Grupo patrocinar essa grande homenagem, mostrando que acredita e incentiva a cultura.

 “O baiano Jorge Amado e o argentino Carybé, que amava muito a Bahia, marcaram sua época e deixaram um legado na história e na cultura do nosso país, valorizando nossa identidade. A expectativa é grande por Feira de Santana ter sido escolhida para sediar uma exposição dessa grandeza”, explica Pinheiro.

Caminhos da Itinerância

Ilhéus foi a primeira cidade a receber a exposição, seguida de Feira de Santana e por último Salvador, onde ocorrerá entre 6 de setembro e 6 de outubro, no Solar Ferrão.

 A cada cidade visitada, a obra de dois dos principais artistas nacionais reconhecidos internacionalmente poderá tocar diversos públicos, desde fãs a curiosos.

Sobre a Exposição  “100×100 Carybé Ilustra Jorge Amado”

O imaginário popular sobre a Bahia foi concebido a partir das palavras de Jorge Amado e das imagens de Carybé, que devido às suas singularidades, criaram obras de extrema originalidade e beleza, revelando características da cultura baiana capazes de apresentar o estado ao mundo.

Com sua narrativa particular, Jorge Amado revelou curiosidades sobre a Bahia que vão desde sua mescla de religiosidade e sensualidade, com cheiros, cores, sons e sabores eternizados em romances traduzidos e publicados em cerca de 60 países. Já Carybé materializou-a em imagens. Sua vasta obra, composta principalmente por pinturas, gravuras, ilustrações, murais e esculturas, desvendam o povo baiano de maneira única. Além de únicos em suas áreas, Jorge e Carybé são personagens da vida real que se cruzaram e tornaram-se irmãos, influenciando um ao outro, bebendo muitas vezes da mesma fonte e produzindo um magnífico legado.

 

Mostra de cenas das oficinas de teatro do Cuca

 

10 a 14 de junho

A Universidade Estadual de Feira de Santana e o CUCA – Centro Universitário através da Coordenação das Oficinas de Teatro do Cuca – realizam a MOSTRA DE CENAS DA TOCA 2013.1 – Uma semana repleta de exercícios e cenas teatrais realizados pelos nossos alunos, totalizando 16 apresentações voltadas a todos os públicos.

A platéia poderá apreciar pequenas mostras do que foi trabalhado em sala de aula pelas crianças, adolescentes e adultos das Oficinas de Teatro do Cuca através de esquetes que tem variados temas. Mais uma vez o público poderá participar da Campanha de Doação de Alimentos através da troca de ingresso por um quilo de alimento não perecível.

Contando com uma equipe de renomados professores e artistas de teatro, o Teatro Oficina do Cuca – TOCA – apresenta uma semana inteira de diversão e arte para a comunidade. Acompanhe a programação:

 

DIA: 10 DE JUNHO DE 2013

HORÁRIO: A partir das 18:30h

1 – ESPETÁCULO: NÃO BULA COMIGO

DIREÇÃO: Ive-Anne Stanchi

RELEASE: O texto criado de forma descontraída a partir de cenas, textos, redações e depoimentos trazidos pelos alunos para tratar de um assunto hoje tão importante e tão presente no cotidiano de todos, o bulling.

2 – ESPETÁCULO: LAMPIÃOZINHO E AS FULÔ

DIREÇÃO: Geovane Mascarenhas

RELEASE: Apresentação da primeira cena do espetáculo que conta a história do pequeno Lampião que fugindo de cangaceiros, pretende criar um exército poderoso para acabar com as injustiças do povo sertanejo.

3 – ESPETÁCULO: GRÃOZINHO

DIREÇÃO: Ive-Anne Stanchi

RELEASE: Grãozinho é um grão de areia que nunca saiu do deserto onde vive e com a ajuda de suas grandes amigas Granita e Granota, vai fazer de tudo ara realizar o seu grande sonho… Conhecer o mundo!

 

DIA: 11 DE JUNHO DE 2013

HORÁRIO: A partir das 18:30h

1 – ESPETÁCULO: OXE, É QUASE UMA ESPETÁCULO!

DIREÇÃO: Andréia Fábia

RELEASE: O texto aborda situações do cotidiano de moradores de um bairro popular, que mais parecem fazer parte de um roteiro para novela das oito

 

2 – ESPETÁCULO: “NGM” ME INTENDE”

DIREÇÃO: Denise Chaves

RELEASE: Cenas construídas \ improvisadas \ selecionadas pelo grupo a partir do tema “ADOLESCER” com textos elaborados pelos alunos.

3 – ESPETÁCULO: QUE BICHO É ESSE?!

DIREÇÃO: Andréia Fábia

RELEASE: Conjunto de esquetes que trata da relação dos adolescentes com o mundo, afinal, que “bicho” é esse, que cresce e de repente a gente desconhece?

4 – ESPETÁCULO: A SERRA DOS “DOIS PORQUÊS”

DIREÇÃO: Denise Chaves

RELEASE: Cinco monólogos escolhidos pelo grupo intercalados por quadros criados a partir do título: “A Serra dos “Dois Porquês”.

5 – ESPETÁCULO: UMA FÁBULA SOBRE O TEMPO

DIREÇÃO: Andréia Fábia

RELEASE: Livremente inspirado no texto “O Reino Adormecido” de Leo Cunha, o texto apresenta um rei egoísta que por uma decepção pessoal, decreta que o tempo e as emoções, parem de passar. Propondo de maneira cômica uma relação do homem, do poder e do tempo.

 

DIA: 12 DE JUNHO DE 2013

HORÁRIO: A partir das 19:00h

1 – ESPETÁCULO: GERAÇÃO Z – GAROTAS ONLINE

DIREÇÃO: Lene Costa

RELEASE: Quais são os limites de um adolescente conectado durante 24 horas em redes sociais? Essa e outras questões serão abordadas nessa mostra de cena.

2 – ESPETÁCULO: QUAL “TRIBO”

DIREÇÃO: Denise Chaves

RELEASE: A peça conta as dificuldades de inserção de uma adolescente em uma nova escola. As diversas “tribos” com que ela se depara e seu olhar frente a tudo isso.

3 – ESPETÁCULO: JOÃO E MARIA CONTRA A BRUXA DO CANGAÇO

DIREÇÃO: Lene Costa

RELEASE: Conta a clássica história de João e Maria vista de um ângulo mais nordestino numa adaptação leve, divertida e reflexiva.

 

DIA: 13 DE JUNHO DE 2013

HORÁRIO: A partir das 19:00h

1 – ESPETÁCULO: ESSA TAL REDE SOCIAL

DIREÇÃO: Fernando Pedro Maria

RELEASE: Vivemos um momento de alta comunicação e interação social, e uma boa parcela disso se dá as redes sociais da internet. A mostra de cena traz esquetes com situações engraçadas vivenciados dentro desse mundo tão social.

2 – ESPETÁCULO: POR TRÁS DAS LETRAS

DIREÇÃO: Rodrigo Messias

RELEASE: Improvisações baseadas em canções de Chico Buarque compõem essa mostra que cria uma atmosfera cheia de nuances e traduzem as idéias contextuais das canções desse artista brasileiro.

3 – ESPETÁCULO: HISTÓRIAS DE UM “BUZÚ”

DIREÇÃO: Fernando Pedro Maria

RELEASE: Dramatização de diversas histórias e personagens que encontramos em um ônibus.

DIA: 14 DE JUNHO DE 2013

HORÁRIO: A partir das 19:00h

1 – ESPETÁCULO: ACASO

DIREÇÃO: Tato Tavares

RELEASE: Será que as coisas acontecem por acaso ou são obras do destino? A mostra consiste num exercício de encenação pelos alunos baseado em 4 cenas do texto “Por Acaso”, de Tato Tavares.

2 – ESPETÁCULO: ENCARCERADAS

DIREÇÃO: Fernando Pedro Maria

RELEASE: Improvisações baseadas em canções de Chico Buarque compõem essa mostra que cria uma atmosfera cheia de nuances e traduzem as idéias contextuais das canções desse artista brasileiro.