Cuca promove apresentação de Jazz no domingo

 

Vai ser realizada no próximo domingo (16) a segunda apresentação do projeto musical Jam no Cuca. O evento de Jazz será no Teatro de Arena do Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), às 17 horas, com entrada gratuita.

A banda Jam é formada pelos instrumentistas Gilmar Araujo (guitarra), Rogério Ferrer (acordeon), Anderson Silva (contrabaixo) e Adson Junior (bateria). Eles integram o grupo Quaternária. Também participa o pianista Tito Pereira.

O Cuca, órgão vinculado à Uefs, funciona na rua Conselheiro Franco, 66, Centro, Feira de Santana. Mais informações através dos telefones (75) 3221-9744 e 3221-9766 ou da página do Cuca na internet (www.uefs.br/cuca).

 

Noitada cultural

 

 

casaraoFroesDa Motta 2CONVITE_-CASARÃO

 

Caminhando pela Memória de Feira de Santana                  

Programação de lançamento

Local: Casarão Fróes da Mota

Data: 04/04/14

Hora: 19h00

Mediadora: Cintia Portugal

I

Abertura:
Prévia do espetáculo: A cidade da rua Direita.

Grupo Conto em Cena,
direção de Geovane Mascarenhas,
Duração: 20 min. 

 II
Apresentação do livro Caminhando pela Cidade
Pela autora e bate-papo com leitores. 

O projeto de pesquisa Literatura de Jornal em Periódicos Brasileiros Pelo Prof. Doutor Adeítalo Manoel Pinho.”De mãos dadas com a memória“, Profª Mestre Leni David. “Falando de memórias” Uma prática com alunas da UATI /UEFS, Profª. Mestre Ana Angélica Vergne de Morais
Duração: 20 min. 

III
Entre Histórias e Memórias: Olney São Paulo e a peleja do cineasta do sertão.
Pela Profª. Mestre Maria David Santos.

A memória do Jornal Folha do Norte desde 1909.-
Pelos jornalistas Carlos Melo, Dalvaro Silva e Hugo Navarro.
Duração: 20 min.

                                               IV

O A, B, C de Feira de Santana – O livro Caminhando pela cidade.
Mesa com o escritor Cezar Ubaldo, Profª. Mestre Andréia Araújo e convidados
Duração: 20 min.

  V
Exposição do Clube da Fotografia: Exposição Fotográfica “Feira de Santana e o tempo levou!” de autoria dos Associados do Clube de Fotografia de Feira de Santana.

 VI
Encerramento: Apresentação musical Mano Gavazza.

Apoio: Fundação Senhor dos Passos. CUCA: Centro de Cultura e Arte., Mestrado em Estudos Literários (UEFS); Associados do Clube de Fotografia de Feira de Santana;

 

 

Mário Lago

Quem nunca cantarolou, pelo menos uma vez na vida, os versos de Amélia, aquela que era a mulher de verdade? Mário Lago, um dos compositores, estaria completando 100 anos, ontem, dia 26 de novembro. Cheguei a ensaiar a publicação de um post bem bonito sobre ele, mas, continuo sem internet… Publicar qualquer coisa tem sido um pesadelo, pois como já expliquei, o blog é muito pesado para um modem 3G. Devido às limitações apresento um vídeo com uma das composições de Mário Lago, “Nada além”, uma das minhas favoritas.

No entanto, graças a Ronaldo Torres, um material interessante foi publicado para homenagear o artista; desse modo, seria bom fazer uma visita. Vejam o que ele escreveu:

 “Nos cem anos de Mário Lago, o pai da Amélia, tão festejado pela mídia, não poderia deixar passar em brancas nuvens esse dia. Trago aos leitores do blog mais uma história de bastidores da nossa MPB, desta vez um depoimento de Ataulfo Alves, o outro pai, onde ele esclarece certas coisas a respeito do nascimento da mulher de verdade. Esse depoimento faz parte de um registro em LP, em 1969, de uma entrevista de Ataulfo Alves, concedida a Ilmar Carvalho, Ary Vasconcelos, Sylvio Túlio Cardoso e Ricardo Cravo Albim, no Museu da Imagem e do Som, no dia 17 de novembro de 1966. Acompanhado do seu violão, ele conta a história de sua trajetória musical e interpreta várias músicas, porém, hoje, é o centenário do seu parceiro, e não do grande compositor e sambista de Miraí, portanto, só tem o áudio da parte que ele fala de Amélia, que, apesar de ser a mulher de verdade, foi a pedra no sapato entre os dois ícones da nossa Música Popular Brasileira”

Para ouvir esse registro histórico, basta clicar no link do blog Onde Canta a Acauã, aqui.

 .

 

Projeto Grandes Encontros em Salvador

 

Jurandir Santana, Márcio Pazin e Carol, com participação especial do pianista Tito Pereira .

Entrevista/show e lançamento do CD Morada, no Teatro da Livraria Cultura, no Shopping Salvador, às 19h (entrada franca – Retirar ingresso a partir das 17:30h).

 

Hino Nacional brasileiro ao som de pianos

Arranjo executado pelos  pianistas Antonio Adolfo, Wagner Tiso, Arthur Moreira Lima, João Carlos de Assis Brasil, Nelson Ayres e Amilton Godoy, na cerimônia de encerramento dos 5º Jogos Mundiais Militares.

Palavra Cantada

 

Temos a satisfação de anunciar o III Encontro de Estudos da Palavra Cantada, uma promoção conjunta do Programa de Pós-graduação em Música da UNIRIO e do PACC – Programa Avançado de Cultura Contemporânea da UFRJ, com o apoio da CAPES, FAPERJ, UNIRIO, CNFCP/IPHAN e CAIXA Cultural RJ.

O evento acontecerá no Rio de Janeiro, de 23 a 26 de agosto, no Salão Pedro Calmon, Fórum de Ciência e Cultura, Campus da UFRJ na Urca.

O III Encontro de Estudos da Palavra Cantada tem como objetivo central promover a reflexão sobre as múltiplas e heterogêneas modalidades da palavra cantada – da mitopoética das sociedades tradicionais até a canção popular contemporânea –, a partir de abordagens que permitam apreender a interação entre suas dimensões verbal, musical, vocal e performática.

A conferência de abertura será proferida pelo professor e etnomusicólogo Anthony Seeger, da University of California em Los Angeles, cujas análises sobre as artes verbomusicais de povos indígenas do Brasil são referência para os interessados na matéria. No encerramento, teremos palestras do professor Stéphane Hirschi, da Université de Valenciennes, especialista nas relações entre poesia e canção; e do professor e compositor José Miguel Wisnik, amplamente reconhecido por seu trabalho criativo e investigativo nos domínios literários e musicais.

Além desses conferencistas, participarão do evento palestrantes de diversas áreas de estudo e atividade artística, representando 12 universidades e instituições culturais. Eles tratarão de um amplo leque de expressões da palavra cantada, em vários cenários sociais, discutindo associações entre letra e melodia, teorias da voz e da performance, problemas e modelos de análise, história da canção popular brasileira etc.

Após as sessões de palestras, nos quatro dias do evento, serão apresentados pequenos recitais de artistas que ilustram manifestações diferenciadas de palavra cantada, com usos originais ou específicos de palavra, música e voz.

Mais informações sobre o evento e sobre os procedimentos de inscrição, bem como a lista de palestrantes, com os títulos e resumos das palestras, podem ser encontradas na nossa página.

Comissão organizadora:

Profª Elizabeth Travassos (CLA-UNIRIO)

Profª Cláudia Neiva de Matos (UFF; PACC-UFRJ)

Profª Liv Sovik (ECO / PACC-UFRJ)